LUIZ ESTÊVÃO CONTINUARÁ NO XILINDRÓ

LUIZ ESTÊVÃO CONTINUARÁ NO XILINDRÓ

Justiça mantém na cadeia em Brasília o ex-senador Luiz Estêvão

31 DE MAIO DE 2016 0:35
O TRF-3 (Tribunal Regional Federal da 3ª Região) negou o habeas corpus solicitado pela defesa do ex-senador Luiz Estevão e manteve o cumprimento de sua sentença em regime fechado no completo penitenciário da Papuda, no Distrito Federal.

Ele foi condenado a 31 anos de prisão, em 2006, por envolvimento no desvio de verbas na obra Fórum Trabalhista de São Paulo.

Conforme os advogados de Estêvão, em 2006 o TRF-3 já havia analisado pedido do MPF (Ministério Público Federal) para início da execução da pena.

Já o Tribunal alega que o MPF havia pedido, em fevereiro passado, que o STF (Supremo Tribunal Federal) desse início à execução da pena do ex-senador e do empresário Fábio Monteiro de Barros. Ambos foram condenados, junto com o empresário José Eduardo Ferraz e o ex-juiz Nicolau dos Santos Neto, em ação movida pelo MPF.

Recursos

Desde a condenação, a defesa do ex-senador já moveu pelo menos 34 recursos. No dia 7 de março, a 1ª Vara da Justiça Federal em São Paulo determinou a expedição de mandado de prisão contra ele.

A ordem foi então encaminhada à Polícia Federal, que cumpriu o mandato em Brasília. Foi contra essa decisão que a defesa acabou pedindo o habeas corpus. (AG)




Veja mais sobre isso